quinta-feira, 21 de maio de 2009

Um leitor é um sonhador



No dia 19 de Maio, a Raquel e a Juliana foram representar o nosso Agrupamento na final do Concurso " Um leitor é um sonhador". Leram muito bem e foi difícil o trabalho do Júri pois escolher o melhor do 1º e do 2º ano entre tantos meninos e meninas não foi mesmo uma tarefa fácil.

domingo, 17 de maio de 2009

Ditado lexical

video





Foi a última aula da formação PNEP. Ouvimos a história" A revolta dos livros" e depois escrevemos muitas palavras da história. O divertido foi que podiamos ver as palavras antes de as escrevermos...
EB1 de Vale de Santiago

Bingo!!




Jogo – Bingo das palavras
• Será entregue a cada criança um cartão contendo escritas nove palavras diferentes.
• Serão igualmente entregues nove pequenos círculos coloridos de cartolina.
• Um aluno ficará responsável pelo jogo e terá na sua posse um saco contendo cento e oito pequenos rectângulos de cartolina.
• Cada rectângulo terá escrita uma palavra diferente.
• Esse aluno baralha, dentro do saco, os rectângulos.
• A seguir, retira um rectângulo do saco e lê para o grupo a palavra que lá se encontra escrita.
• Todos os outros alunos verificarão se no seu cartão se encontra escrita essa palavra.
• Caso isso aconteça, será colocado em cima dessa palavra um círculo colorido.
• Este processo será repetido até que um dos alunos consiga colocar no seu cartão os nove círculos. Nessa altura deverá dizer em voz alta “Bingo”, vencendo o jogo.
O jogo poderá ter continuidade até os outros jogadores concluírem o jogo.

sábado, 16 de maio de 2009

quinta-feira, 14 de maio de 2009

Expressão Escrita...Escrever histórias

















No passado dia 28 de Abril realizámos uma actividade muito divertida e diferente.

Construimos histórias com a ajuda de “O Saco das Histórias”.

A professora fez a apresentação de um saco misterioso que iria ter uma função muito importante. Essa função foi a de ajudar os alunos a construir uma história.
Como?

Dentro desse saco estavam vários objectos. Os alunos foram convidados a retirar do saco um objecto que os motivou para o início da sua história. Daí em diante os alunos construiram a história a partir dos objectos que retiraram. No final todos tiveram oportunidade de ler para os colegas a história construída.

EB1 de Vale de Santiago





terça-feira, 12 de maio de 2009

Uma aventura na praia

A turma do 1º e 4º ano de Relíquias trabalhou a expressão escrita de várias maneiras.
Mas de todas, a que os alunos gostaram mais de fazer foi planificar uma história em grande grupo. Começaram por decidir quais os componentes da história : personagens; local ou locais da acção ; acção ( problema), entre outros...
E começaram a pensar e as ideias foram muitas...
A história inventada foi a seguinte:

Uma aventura na praia

Numa linda manhã de Verão, os dois irmãos, Rita e Ruben que estavam acampados próximo de uma praia, acordaram com vontade de dar um mergulho.
Quando os meninos chegaram à praia, olharam em redor e repararam que estava preso um peixe cintilante numa rocha escarpada, recheada de mexilhões.
Rapidamente eles se aproximaram e tentaram encontrar uma solução para o salvar.
Rita era uma criança sonhadora, criativa, ousada, mas também muito curiosa e, então, sem hesitar começou a escalar a rocha.
Ela já enxergava o peixe-dourado quando surgiu uma enorme águia muito cruel e mordaz que com um vigoroso bater de asas lançou a Rita para o ar e ela caiu desamparadamente num buraco escuro e frio. Esse buraco ia ter a uma gruta onde habitava um urso e alguns morcegos.
Aflito, Ruben espreita receosamente no buraco, chama pela irmã, mas nada ouve. Então, decide entrar no buraco, embora aterrorizado.
Encontra a irmã caída no chão encostada a uma rocha a soluçar com um entorse no pé esquerdo e algumas escoriações.
- Dói-te muito? – perguntou o irmão desesperadamente.
- Sim, dói-me tanto! – respondeu ela a choramingar.
- Não chores mais que eu vou procurar ajuda. – disse o Ruben a tentar animá-la.
Enquanto eles conversavam, aproximou-se sorrateiramente um urso.
- Ai!!! Um urso atrás de ti! – gritou a Rita assustada.
- Calma! Calma! – tranquilizou o Ruben.
O urso sereno e pacífico, com uma voz doce como o mel, dirigiu-se aos meninos prometendo-lhes ajuda.
- Vou bater uma palma e vão ver o que acontece.
De repente apareceu uma gaivota de plumagem das cores do arco-íris que trazia no seu bico amarelado um saco mágico. Quem se atreveu a abri-lo foi o urso.
- Oh! Para que queremos nós estas pedras?! - exclamaram os dois irmãos em coro.
O urso fechou o saco e entregou - o à Rita.
- Abre! – ordenou o urso com ar de quem tem uma surpresa preparada.
- Uau!! Fantástico! Maravilhoso! As pedras transformaram-se num delicioso almoço. - disse a menina alegremente
- Agora só nos falta aquecer-nos. - replicou o Rúben.
Num instante a gaivota abriu as asas e os dois meninos aconchegaram -se.
Depois de barriga bem cheia e bem quentinhos, guiados pelo urso e pela gaivota, dirigiram-se para a saída da gruta.
Quando estavam quase a chegar ao fim da gruta, os irmãos foram atacados por morcegos. O urso assustou-os e eles fugiram.
Passados alguns instantes reapareceram e a gaivota pediu aos meninos que subissem para o seu dorso. O urso ficou a distrair os morcegos, enquanto a gaivota levava os meninos para a saída.
Os pais estavam preocupados pela demora das crianças, procuraram-nos na praia, nas redondezas, mas não os encontraram. Resolveram colocar cartazes nos postes da rua e nos cafés da praia.
A gaivota voou, voou… até chegar à ilha Verde e foi aí que viram o veado castanho. Esse veado foi imediatamente chamar a tartaruga gigante que os trouxe para a praia onde reencontraram o peixinho - dourado.
Os meninos agradeceram ajuda e prometeram-lhe que sempre que pudessem os iam visitar.
A Rita e o Ruben voltaram para casa e contaram as suas aventuras aos familiares.
Gostaram tanto da história que resolveram dramatizá-la e apresentá-la aos pais.
Fizeram os cenários, ensaiaram e divertiram-se bastante.






video

Folares da Páscoa

Na escola de Amoreiras- Gare, os alunos trabalharam o Texto Instrucional. Aproveitaram a época da Páscoa , para seguir as instruções e fizeram uns folares deliciosos.
Primeiro leram com atenção as três partes do texto: título, ingredientes e forma de preparar. Trabalharam o texto e por fim colocaram em prática os conhecimentos que tinham adquirido com esta aula.
video

segunda-feira, 11 de maio de 2009

Noite de Estrelas




Na noite de 29 de Abril , a Biblioteca do Agrupamento Vertical de Colos realizou mais uma actividade " Noite de Estrelas". As nossas vencedoras do concurso " Um leitor é um sonhador" foram convidadas a mostrar as suas habilidades na leitura. Elas aceitaram e leram muito bem.
Gostamos muito...

Um leitor é um sonhador

O nosso Agrupamento participa no concurso " Um leitor é um sonhador". Na 2ª eliminatória que decorreu no final de Abril , os vencedores foram a Raquel (1ª ano) da escola de Amoreiras-Gare, a Juliana ( 2º ano) da turma de Vale Ferro ( Relíquias), a Vânia ( 3º ano) da escola de S.Martinho das Amoreiras e a Mariana ( 4º ano) da escola de Bicos.
Parabéns às vencedoras!
Vão ser estas alunas que irão representar o Agrupamento Vertical de Colos, na final a realizar nos dias 19 e 27 de Maio em Évora!
BOA SORTE!!!!
video

domingo, 10 de maio de 2009

Articulação entre o Estudo do Meio e a Língua Portuguesa




Esta aula começou com a distribuição pelas crianças de uma folha com algumas imagens de meios de comunicação (telefone, televisão, rádio, jornal, revista, computador). Seguidamente, foi pedido aos alunos que descrevessem o que viam e antecipassem o tema do texto que lhes seria lido a seguir.
Depois da leitura do texto, os alunos identificaram o tema principal do texto e preencheram ,numa ficha de trabalho, um esquema com o nome dos meios de comunicação que ouviram no texto e completaram uma frase em que descreveram qual a função dos meios de comunicação.
A seguir, preencheram numa outra ficha de trabalho em que aparecia um quadro onde eles tinham que identificar, marcando cruzes numa tabela, os meios de comunicação que utilizavam só o som, o som com imagem ou a escrita.
Por último, também numa ficha de trabalho, inferiram quais os meios de comunicação sociais e individuais, escrevendo os seus nomes nos respectivos lugares.





domingo, 3 de maio de 2009

silabas


Nesta aula da Formação PNEP foram mostrados às crianças vários desenhos (telefone, macaco, sapato, boneca, javali) e pedido aos alunos para dizerem as palavras e depois para repetirem, mas omitindo a primeira, a segunda ou a terceira sílaba.
Seguidamente, foi distribuída uma ficha de trabalho para que associassem cada sílaba da palavra ao respectivo círculo, identificassem qual a sílaba que deveriam omitir (círculo com uma cruz) e escrevessem a palavra sem essa sílaba.
Por fim, os alunos foram para o exterior, formaram uma roda de pé e um deles dizia uma palavra e atirava uma bola para um colega. Este colega repetia a palavra omitindo a sílaba final. Depois do grupo confirmar que a operação estava correcta, o jogador passava a bola para outra criança. Mas o mesmo jogo também foi utilizado para treinar a omissão da sílaba final.

Ficha de trabalho onde se pedia aos alunos para escreverem as sílabas das palavras e omitirem uma que correspondia a um círculo com uma cruz.




































Expressão escrita e conhecimento explícito


Nesta aula, de apoio tutorial, trabalhou-se a expressão escrita e o conhecimento explícito. Foi fornecido aos alunos, numa ficha de trabalho, um conjunto de palavras e os alunos procederam à sua separação em dois grupos: um em que o som” k” se representava por “c” e outro para as palavras em que esse som se representava por “qu”.
Efectuada a separação das palavras, os alunos disseram se elas se escreviam com “c” ou com “qu” e efectuaram o registo da regra.
Seguidamente, partiu-se da oralidade e as palavras foram pronunciadas reforçando o som K. Foi também pedido aos alunos que indicassem se elas se escreviam com “c” ou com “qu”. Obtidas as respostas, confirmou-se através de cartões.
Por último, os alunos procuraram em dicionários outras palavras que se integrassem num e noutro caso e registaram-nas no caderno.



Ficha de trabalho onde os alunos procederam
à separação das palavras com "c" e com "qu".



Confirmação de como se escrevem as palavras.


A procura no dicionário a partir doutra ficha de trabalho.





































domingo, 26 de abril de 2009

Fábrica de Histórias

No dia 15 de Abril utilizámos um recurso muito interessante, a "´Fábrica de Histórias", para construir pequenas histórias com trabalho a pares.


Composta por cartões com diversos momentos da construção da história.


O aluno a retirar um cartão.


Momento de escrita a pares.


O trabalho.


Cada par partilhou a sua história com a turma.


Escrita da história no computador “Magalhães”, utilizando o processador de texto Microsoft Word.

quinta-feira, 2 de abril de 2009

Encontro Regional

No dia 3 de Abril pelas 10 horas realiza-se na ESE de Beja o 2º Encontro Regional do Programa Nacional do Ensino do Português (PNEP).

Programa

10.00 Abertura da sessão
10.10 Intervenção do Agrupamento de Escolas de Almodôvar
10.30 Intervenção do Agrupamento de Escolas de Santa Maria - Beja
10.50 Intervenção do Agrupamento de Escolas de Cuba
11.10 Intervalo
11.25 Intervenção do Agrupamento de Escolas de Colos
11.45 Intervenção do Agrupamento de Escolas de V. N. de São Bento
12.05 Intervenção do Agrupamento de Escolas de Moura
12.25 Intervenção do Agrupamento de Escolas de Mário Beirão - Beja
12.45 Debate
13.15 Encerramento

terça-feira, 31 de março de 2009

Sábios como camelos

Os alunos da escola do 1º ciclo do Vale de Santiago, leram o texto "Sábios como camelos" que depois de trabalhado ficou assim: http://www.eseb.ipbeja.pt/pnep/colos.pps

segunda-feira, 30 de março de 2009

No meio dos livros...
















Fomos à Biblioteca Escolar de Colos...
É uma actividade que gostaríamos de repetir mais vezes mas não temos transporte disponível.
A Professora Mena contou-nos a história da "Guardadora de Patos " de Alice Vieira. Fizemos as personagens em trabalhos manuais. Saíram uns fantoches de dedo muito bonitos! Ora vejam...



Tivemos o prazer de falar com um escritor de histórias que é nosso amigo porque é cá do Agrupamento...é o professor Fernando Évora que escreveu "O mosquito Zé Cantante vai à Faceco" e
"Os animais do nosso Concelho".










quarta-feira, 25 de março de 2009

Parece que é mas não é...

A turma do 3º e 4º ano da escola de Colos trabalhou o Texto Informativo. Os alunos acharam muito interessante pois conseguiram resolver facilmente a adivinha. Gostam muito de golfinhos e a opinião geral é que ficaram a saber muitas coisas sobre eles.
video

Na turma da professora Ana Campos



E foi assim que começou: primeiro os alunos ouviram uma pequena história sobre um cozinheiro que era muito distraído e que neste dia teria de preparar uma sobremesa especial (bolo de chocolate) mas tinha baralhado as receitas e agora não sabia como iria fazer. Os alunos, foram convidados a ajudar o cozinheiro.
Então foi distribuída aos alunos a lista de ingredientes, onde os alunos seleccionaram os que pertenciam à receita do bolo de chocolate.

A seguir foi entregue aos alunos a lista das acções que tinham de efectuar para a confecção do bolo. No final, os alunos reescreveram a receita do bolo de chocolate e descobriram qual era a outra receita, que estava misturada. O cozinheiro convidou-os a dar um nome original a essa receita.

O vento

A turma do 3º e 4º ano da Escola do 1º ciclo de Colos, trabalhou o texto poético e gostou muito.
Aprenderam palavras desconhecidas que estavam no texto e apreciaram o ritmo e as sonoridades da língua portuguesa. O texto foi reescrito e foi apresentado à turma com uma leitura dramatizada. Mostramos alguns trabalhos que foram feitos pelos alunos.
video

terça-feira, 24 de março de 2009

Os adjectivos

Na turma do 4º ano de Relíquias trabalhámos os adjectivos da seguinte maneira:
Primeiro houve a distribuição de cartões com palavras.
Seguidamente os alunos formaram e leram as frases.
Depois registaram no quadro.
Identificaram em cada frase as entidades (nomes) existentes e sublinharam.
Depois copiaram esses nomes para uma tabela de registo.
Descobriram palavras nessas frases que indicam propriedades das entidades e que se chamam adjectivos.
Destacaram os adjectivos sublinhando a cores.
Completaram a tabela, colocando essas propriedades com correspondência às entidades.
Em seguida, os alunos identificaram os adjectivos na história “ Uma aventura na praia” elaborada nas sessões anteriores da Formação PNEP.

Consciência fonológica

A turma do 1º e 2º ano da Escola do 1º ciclo de Colos precisava de trabalhar a consciência fonológica. Então resolvemos fazer um jogo onde participassem todos os alunos. As crianças formaram uma roda e à frente de cada, havia um círculo no chão. Em cada círculo estava escrito um determinado som. Ao ouvirem uma música, as crianças rodavam e paravam quando a música também parava, deslocando-se para o círculo mais próximo. Então a professora perguntava qual o aluno que estava atrás de um determinado som. A criança em questão levantava o círculo e dizia uma palavra que começasse por esse som.
Foi divertido e descobrimos muitas palavras.